Sejam bem vindos ao Kevin Jonas Brasil, a sua fonte de informações dedicado ao músico no país. Aqui você encontrará notícias, vídeos e todo o tipo de informação sobre o Kevin. Fique a vontade para desfrutar de todo o nosso conteúdo, também nos siga nas redes sociais para ficar ainda mais informado. Esperamos que gostem e voltem sempre!
Publicidade
05.10
Arquivado em: Uncategorized

Falta exatamente um mês para o aniversário do Kevin e, diante de tudo o que vem acontecendo nessa quarentena em torno do nome dele, resolvemos começar o mês de homenagens com uma espécie de carta aberta de amor ao Kevin Jonas, respondendo “por que somos fãs do Kevin?“.

Não estamos aqui para trazer o mesmo discurso de sempre, de que “ele é um pai maravilhoso, marido exemplar etc”, isso todos nós ouvimos e falamos sempre. Pensamos em trazer um novo ângulo, mas que também é ridiculamente simples, algo que na verdade foi o pilar que deu origem e mantém esse site até hoje.

Nós somos fãs do Kevin porque ele é o menos badalado e querido dos irmãos. Simples assim.

“Ah, mas isso não é nenhuma novidade”, é assim desde que os Jonas Brothers existem. Mas poucas pessoas já pararam para pensar no significado e impacto disso. Poucos associaram essa questão com o que os próprios irmãos e pessoas próximas vem falando há anos (especialmente após os documentários Chasing Happiness e Happiness Continues). Ou pelos não observamos quase ninguém mencionar isso.

Numa das inúmeras entrevistas que os três deram em 2019, um entrevistador perguntou qual deles mudou mais de 2013 pra cá. Kevin respondeu que ele teve as filhas dele, o que, é claro, é uma grande mudança, mas que o Nick foi quem mudou mais.

E aí vem a primeira grande questão: quando os Jonas Brothers surgiram Kevin era o único que já estava praticamente “formado” como pessoa, já que em 2005 ele já era maior de idade. Nick e Joe ainda eram adolescentes, o que significa que viveram a banda tendo a oportunidade de se construírem nesse universo, e isso faz total diferença na influência que você recebe na sua personalidade.

Vocês podem dizer que, em termos de idade, o Joe está mais próximo do Kevin do que Nick, então isso não faria muito sentido. Mas faz! Por dois motivos: primeiro porque o Joe ainda era adolescente (cerca de 16 anos) e o Kevin não mais – o que é bem relevante na cabeça de qualquer pessoa; segundo porque ele sempre teve um jeito mais divertido e excêntrico de ser, isso torna sua idade mental mais “atemporal” do que a biológica.

Vimos o Nick crescer, com 15 anos ele já fazia parte de uma boyband que fazia sucesso no mundo inteiro. Vimos o garoto calado de cachinhos mudar para o homem que posa de cueca numa sessão de fotos! Ele teve toda oportunidade do mundo para construir sua personalidade em cima da influência externa que o mundo trazia. Mas e o Kevin?

O Kevin passou o seu “período de crescimento/amadurecimento” sendo influenciado exclusivamente por sua família religiosa, e, até certo ponto, conservadora. Essa foi a principal influência na sua personalidade, não os holofotes.

“Mas isso aí não responde porque é legal ser fã do Kevin”. Calma que a gente vai chegar lá! 😁

Antes um parênteses importante: recentemente, temos visto pessoas comentando sobre a relevância que a Sophie e a Priyanka tiveram no Joe e no Nick para tentar justificar que “Kevin e Dani são sem graça”, “ela não mudou ele”. Nem precisamos ficar muito tempo falando que, enquanto as outras duas são famosas, construíram suas carreiras para ter um peso na mídia, Danielle não é, então é ÓBVIO que nunca foi do interesse dela fazer sucesso só porque casou com alguém famoso. Simplesmente optaram por continuar com a vida pacata em Nova Jersey (e qual o problema em não querer estar nos holofotes?). Deveria até ser desnecessário salientar isso.

Mas além desse ponto, tem (mais uma vez) a questão do tempo em que o Kevin construiu sua vida. Alguém aqui realmente se lembra de como ele era antes da Dani? É possível existir no Brasil alguém que seja fã dos Jonas Brothers em 2006? Já que os dois estão juntos desde 2007, ano em que a banda ainda estava tentando se lançar verdadeiramente nos Estados Unidos com o CD “Jonas Brothers”.

Então não tem como dizer “olha como eles são sem graça, Sophie e Pryianka mudaram a vida dos outros irmãos, eles estão bem diferentes”. Danielle Deleasa praticamente “ajudou” os Jonas Brothers a fazerem sucesso! Quando eles realmente estouraram no mundo inteiro, ela já estava ali nos bastidores, mesmo que a gente não visse.

KEVIN JONAS ESTÁ CASADO DESDE OS 22 ANOS! Sabem o que é isso? A maioria de nós está em torno dos 20-25 anos, cada um num estágio diferente da vida, mas a maioria está na faculdade ou terminando ou desempregado. A maioria de vocês, com essa idade, já está construindo família?

E tem mais: casar cedo tornou ele ainda mais excluído, já que logo estava “fora do mercado”. “Não canta, só toca violão, não é mais solteiro… Pra que vou me interessar por ele?”. Joe e Nick foram transformados em objetos sexuais desde cedo, o que significa que passaram por experiências que o Kevin não teve. Inclusive, nos filmes de Camp Rock e na série JONAS ele era o irmão “bobão”, “burro”. Hollywood marginalizou ele musicalmente e cinematograficamente, e muitos “fãs” entraram nessa.

Então sim: Nick e Joe tiveram mais impacto e estiveram sob os holofotes por muito mais tempo. O que significa que eles foram “obrigados” a se adaptar a comunidade, senão seriam “cancelados”. Kevin praticamente nem morou em LA! O Nick foi o que mais mudou justamente porque também é o irmão Jonas mais seguido e badalado, o que significa que desde criança esteve exposto a todo tipo de influência e pensamentos diferentes da mídia.

Não dá pra querer que o Kevin seja politizado da mesma maneira que os irmãos porque ele cresceu a vida toda num ambiente conservador. Até hoje é comum o ideal de que “o voto é secreto” e que, quanto mais velhos ficamos, mais difícil da gente mudar. Claro que sabemos que, no mundo de hoje, É URGENTEMENTE NECESSÁRIO que pessoas boas se posicionem (principalmente em combate ao facismo), por isso podemos (e devemos) simplesmente incentivá-lo a falar mais, e não fazer exigências grosseiras.

Podemos cobrar mudanças do Kevin sim, mas ignorar o fato de que ele teve uma diferença ENORME de vivência em relação aos irmãos é no mínimo desonesto. Nós somos o resultado da realidade em que fomos inseridos para amadurecer.

Eis o segundo motivo do porquê somos fãs do Kevin Jonas: as pessoas geralmente se casam por volta dos 30 anos, com sua vida consolidada, mas isso não evita divórcios precoces. Já ele casou cedo, com 22 anos apenas, numa fase ainda imatura, era fácil prever que seriam só dois jovens iludidos e apaixonados. Mas não foram, já são dez anos de casados, com duas filhas. Quem acompanha Kenielle de verdade, percebe fácil que eles tem a mesma paixão que tinham há mais de 10 anos. Mesmo tão jovens, foram maduros o suficiente para apostarem nesse amor e construírem uma família. Isso é raro, único, precioso. Como não sermos fãs do sentimento mais puro e lindo que existe na sua forma mais consolidada e longeva?

Em terceiro lugar, tem a própria questão de identidade. Hoje é nítido que o Kevin passou anos sem saber quem é.

Por exemplo: nós amamos o Joe e estamos ainda mais apaixonados agora que ele é pai, assim como ficaremos se um dia for da vontade do Nick. Mas os dois JÁ ERAM ALGUÉM antes disso. A própria separação da banda serviu para esse propósito. Joe se encontrou com a DNCE  e o Nick finalmente se encontrou enquanto artista (música e atuação). Ser pai é mais uma parte do que eles são (mesmo que seja maravilhosa), mas O QUE O KEVIN É É SER PAI! Em todas as entrevistas e nos documentários ficou ainda mais claro que esse é o negócio dele.

Quando a banda se separou nós não percebemos isso, mas depois que o turbilhão passou tudo ficou mais claro: Kevin ficou completamente vazio e perdido. Ele pulou de galho em galho em inúmeros projetos: quantos milhões de aplicativos diferentes ele lançou? (Quem lembra dos apps de jogos, de comida…?); quantos programas ele participou tentando ser co-host ou qualquer coisa do tipo? Até uma empresa de construção o Kevin lançou! Ele poderia ter feito como meio mundo de artistas: só porque consegue cantar duas notas já se lança na música cheio de efeito e produção. Mas, talvez para se manter autêntico, com músicas mais “naturais” (como era a vibe da família), ela não o fez.

Mas com a Alena e a Valentina a família se completou, ele não precisava de mais nada. Joe já é pai e o Nick pode vir a ser, mas isso não resume eles. Os dois não viveriam – também – sem a música, sem a atuação, sem os holofotes (e não tem nada de errado nisso). Kevin não viveria sem as suas três garotas – somente.

E isso acabou se tornando essencial para os próprios Jonas Brothers! Como? O Nick já respondeu no Happiness Continues: com isso tudo, o Kevin adquiriu o poder de conectar as pessoas. Joe e Nick podem ter mais peso nas músicas, mas só isso não basta, principalmente para uma banda.

É como se fosse o futebol: um jogo nunca é resolvido SÓ nas quatro linhas. A equipe pode ter inúmeros jogadores talentosos, mas sem união dificilmente chegará a nada. É preciso raça, é preciso alma, uma conexão que geralmente é proporcionada por um capitão. E nós vimos o quanto faltou tudo isso no retorno deles em 2012/2013.

Mas agora é diferente: eles estão mais unidos e melhores do que nunca! Joe e Nick são grandes astros, são brilhantes individualmente, mas, mesmo sendo melhores amigos, seus estilos muitas vezes podem se chocar. É preciso uma força gravitacional que conecte tudo isso, que mantenha o equilíbrio, traga tudo para os pés no chão. E, no momento em que o Kevin se encontrou, quando descobriu quem é, ele pôde ser esse ponto de apoio para a banda que mantém as engrenagens funcionando, esse elo, essa conexão, esse pai. (Não é a toa que ele passou a estar mais no centro das fotos, shows e entrevistas 🥰)

O quarto ponto talvez seja o mais simples e o principal. O porquê da gente amar que ele seja o mais excluído.

Todos nós já nos sentimos um zero a esquerda alguma vez na vida. Muitos convivem diariamente com inseguranças, medos… Não nos sentimos suficientes para nada. Somos excluídos na escola, faculdade, na família, entre “amigos”… Por qualquer motivo que seja. Vocês sabem o quanto dói se sentir inútil e rejeitado?

E tem mais: não basta nos sentirmos assim por conta própria, tem sempre alguém para nos comparar. Levante a mão quem já foi comparado a um primo ou irmão “mais promissor”, quem já escutou dos pais um “por que você não é como ele/ela?”. Essas pessoas nos colocam para baixo, acabam com a nossa autoestima.

Kevin é essa pessoa nos Jonas Brothers. Quantas vezes ele já não deve ter feito essas perguntas para si? E não precisa nem fazer, desde sempre a mídia faz comparações e cobranças ridículas. E, infelizmente, em 2020 os próprios “fãs” estão fazendo isso mais do que nunca.

É muito fácil ser fã do Nick ou do Joe, com os rostinhos mais badalados, com milhares de capas de revistas, garotas gritando e agora com esposas super populares também. Eles tem tudo. Não é errado gostar disso, mas a nossa preferência é amar o mais “difícil” de ser amado, nossa preferência não é pelo óbvio.

E por isso nós somos fãs do Kevin: porque “ele é um de nós”. Ele é o excluído, o rejeitado, o inútil, o sem graça, o “feio”, o sem talento, sem fama, sem amigos… Então seremos os deixados de lado junto com ele! 😍

Enfim, agradecemos aos que tiveram a força para ler até aqui. Esse foi um relato de fãs para fãs, nós observamos muitos dos seus desabafos nas redes sociais, assim como também vemos o enorme esforços que o fandom brasileiro tem para fazer com que o Kevin não se sinta assim. Obrigada, de verdade! 💖

Com isso, nós damos início ao MÊS DO KEVIN! 🤩🥳 Não temos nenhum “projeto de aniversário” para ele porque a ideia é justamente essa: POR QUE VOCÊS SÃO FÃS DO KEVIN? Temos um mês inteirinho para responder isso de mil formas possíveis: com textos, vídeos, fotos, tags etc. Queremos projetos de vocês e podem nos marcar que vamos participar e divulgar todos (podem mandar nas DMs se sentirem mais confortáveis 😉)! Em nenhum momento se sintam ignorados pelo fandom, cada ideia será relevante e especial. Também vamos criar e incentivar algumas ações nossas aqui e ali, mas a ideia é basicamente passar TODOS OS DIAS desse mês explodindo de amor pelo Kevin! Somos fãs unidos, conectados por ele. (Só Kevin Jonas é capaz de acalmar as tretas por aqui e unir os fãs brasileiros 😂)

[BÔNUS: ainda temos um motivo a mais para ser fã do Kevin! Ele foi excluído e diminuído pela mídia, fãs e pelos próprios irmãos Joe e Nick após o fim da banda. Mas, mesmo com toda essa “traição” ele voltou. Mesmo com todos os motivos para não voltar, ele voltou. A volta dos Jonas Brothers não foi pelo dinheiro, não foi pela música e nem pela fama, como eles disseram. Mas Nick e Joe nunca deixaram de almejar essas coisas, a banda é mais uma forma deles fazerem isso. Kevin abandonou completamente a música, não quis continuar fazendo fama e fortuna disso. Então, diante de tudo isso, talvez ele tenha sido o irmão que mais voltou pela família, o que mais voltou por nós.]

Você pode gostar de ler também

Deixe seu comentário

O Kevin Jonas Brasil é um site feito de fãs para fãs e tem como objetivo principal compartilhar as notícias mais recentes sobre o músico Kevin Jonas. Nós não temos qualquer contato com o Kevin, seus familiares ou agentes. Qualquer artigo, vídeo ou imagem postado nesse site possui os direitos autorais dos seus respectivos proprietários originais, assim como todos os nossos conteúdos produzidos, editados, traduzidos e legendados devem ser creditados sempre que reproduzidos em outro site. É proíbida a cópia total ou parcial deste site assim como deste layout.